Comentários sobre a Coccidiose

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Comentários sobre a Coccidiose

Mensagem por Davi Hemerly em Ter Ago 06, 2013 12:30 pm

Vejam alguns comentários dos veterinários e criadores de pintassilos (ave muito acometida por coccidiose) Edison Amorim de Castro e Luiz Alberto Shimaoka a respeito da coccidiose, mais propriamente em pintassilgos:

A coccidiose é uma doença transmitida pelas fezes. A coccídia é um protozoário que parasita uma célula intestinal (é tão pequeno que cabe dentro da célula). Dividem-se em dois grupos: Eimeria e Isospora. A diferença entre eles é apenas morfológica. Eimeria parasita aves grandes como perús e galinhas, e Isospora é específica de aves pequenas, como os pássaros. Fazem reprodução assexuada dentro da célula intestinal e em determinado momento fazem reprodução sexuada, que libera oocistos, que saem pelas fezes. Os oocistos amadurecem, tornam-se infectantes e entrando em contato com outro pássaro (através de alimentos e água sujos de fezes, por exemplo) passam a infectá-lo, Entrando no organismo, o oocisto se aloja nas células do intestino. A medicação existente somente atua no parasita quando ele sai de uma célula para outra (fase da reprodução sexuada). Quando ele está dentro da célula, a medicação não o atinge. Assim, uma vez que a ave adquiriu coccidiose, sempre terá a doença, em níveis maiores ou menores. Estresse e outros problemas com a ave contaminada aceleram a reprodução sexuada e o nível da doença aumenta.

Sintomas da doença: 1) A ave começa a comer demais, Isto porque o parasita destroi as células intestinais, e quando a área lesionada é muito grande, a absorção dos nutrientes fica prejudicada. A ave come bem, mas está sempre com fome. Além disso, a inflamação do intestino é um processo doloroso. A ave então, em função da dor que sente, joga muita semente para fora do cocho. Daí a razão de se encontrar muita semente quebrada, descascada e ainda no cocho; 2) Aspecto das fezes. Pode variar desde a normal , passando a pastosa, diarréia e diarréia branca. Isso depende do grau de infecção do intestino. Quando a ave está muito acometida da doença ocorre diarréia. Na diarréia branca a ave não está mais se alimentando. Nessa fase, ele passa a digerir a gordura e a obter a energia necessária da gordura e da própria musculatura. Com isso, ocorre liberação de urato, o que dá o aspecto branco nas fezes. A partir daí, quase sempre sobrevem a morte. Obs. - É importante frisar que a conhecida "doença do peito seco", na verdade não é uma doença, mas, sim, um sintoma, produzido por várias doenças, entre elas a coccidiose. Também pode ocorrer em função de alimentação errada, estresse ou por outras doenças (EAC).

Pode-se examinar as fezes de uma ave no microscópio e não encontrar nenhum oocisto. Isto não permite afirmar que essa ave não tenha coccidiose, mas, sim, que não deve ter um alto nível da doença. É preciso pois fazer-se vários exames, por dias seguidos. 0 encontro de um único oocisto indica que a ave tem coccidiose. Outros agentes também contribuem para deixar a ave debilitada. Quando a coccidiose causa lesões na parede intestinal, as bactérias do intestino vão para essa lesão e acarretam uma infecção bacteríana secundária, que deve ser também tratada com um antibiótico específico. Quando a ave está muito fraca, adiciona-se bastante açúcar na água ( de uva é bom, Dextrosol é melhor ainda) para que a ave obtenha rapidamente energia e possa iniciar o processo de comer sementes (EAC)

A temperatura normal de uma ave é de 41C a 42 C. Por isso, ela perde muita energia quando a temperatura está muito longe desses valores, necessitando receber calor para manter o correto metabolismo de seu corpo (EAC).

Em casos extremos, quando a ave está muito debilitada por coccidiose, dá-se um pouco de níger, pois, nessas condições, geralmente é a única semente bem aceita. Pode-se deixar o níger de molho numa solução onde foram diluídos o coccidicída , o antibiótico e o açúcar. Com isso, o níger fica mais mole ainda e a ave o ingere com todos os medicamentos necessários à sua recuperação (EAC).

O coccidicida: é um produto químico que mata a coccídea. Utilizado para as aves que estão muito infectadas, "emboladas". Coccideostátíco: produto químico que impede a reprodução do parasita, Ambos os produtos não conseguem eliminar totalmente o parasita do intestino da ave (EAC).

Quando se percebe a ave com um comportamento estranho, meio triste, faz-se imediatamente exame de fezes, à procura de oocistos (EAC). Uma ave com coccidiose desde o nascimento, mesmo que devidamente tratada, chegará um momento em que não mais reagirá aos medicamentos, vindo, então, a morrer. 0 tratamento, então, apenas prolonga sua vida (EAC).

Não existe remédio "mágico" para coccidiose. 0 que acontece é que ele é "mágico" toda vez que é novo. 0 mau uso de um medicamento novo, isto é, não obedecer às dosagens exatas, principalmente, faz com que o protozoário causador da coccidiose adquira resistência à doença e seu poder curativo fique atenuado com o tempo (EAC).

Para fêmeas muito contaminadas, mas que se mostram sadias e são boas criadeiras, antes do período de criação, deve-se desinfetar as gaiolas com lança-chamas. Nunca colocar tijelas com água debaixo de poleiros. Sempre pendurar as verduras, não as deixando no piso da gaiola. Se possível, também lavar diariamente as grades do fundo, objetivando diminuir a possibilidade de reincidência da doença. Um dia antes do nascimento dos filhotes, dar um coccidicída para a fêmea, até que os mesmos tenham dois ou três dias de vida. Isto para que o nível de coccidiose baixe e ela passe a eliminar poucos oocistos, dando mais chances de sobrevivência aos filhotes recém-nascidos, normalmente mais fracos(EAC).

Alguns criadores mantêm as aves com coccidiostático ou coccidiocida o ano todo. Isso é ruim porque pode estar ocorrendo fornecimento de sub doses, isto é, doses dos medicamentos abaixo do recomendado, o que favorece a criação de cepas mais resistentes do protozoário, além de efeitos colaterais indesejáveis produzidos pelos medicamentos. Com isso, os medicamentos têm de ser cada vez mais potentes para combater as novas cepas formadas, o que leva a um perigoso círculo vicioso (LAS).

Nós aqui na Lagopas temos colocado para os filhotes de bicudo e curió até um ano de idade uma gota de Baycoc em 50 ml de água uma vez por mês e nunca mais tivemos o acometimento da doença nos respectivos pássaros.

Quando o médico-veterinário receita uma determinada medicação para uma ave doente, alguns criadores não seguem exatamente a prescrição, dando doses menores do que a recomendada. Com isso, depois de algum tempo, cepas resistentes podem surgir. Aí, mesmo dando a dose recomendada, o medicamento não mais irá produzir efeito. Por isso, é preciso fazer-se um tratamento consciente e correto. No caso da coccidiose, o tratamento deve ser feito sempre com base no exame de fezes. Mesmo porque, há doenças com sintomatologia muito parecida, como é o caso da salmonelose (diarréia branca, por exemplo), cuja diferenciação somente pode ser feita pelo exame de fezes (LAS).

Fonte: Lagopas


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dicas Importantes:
- Clique no botão [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]para escolher a melhor Resposta.
- Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e conheça as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Como abir um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Curta a nossa página no Facebook
- Não peça suporte por MP

Davi Hemerly
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : K2
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 9779
Reputação : 868
Idade : 24
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário http://www.nacaodospassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Comentários sobre a Coccidiose

Mensagem por THIAGO RUHAN em Qui Ago 08, 2013 6:51 pm

muito bom amigo parabens!!!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

THIAGO RUHAN
Criador experiente
Criador experiente

Masculino
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 933
Reputação : 33
Idade : 17
Data de inscrição : 14/05/2013
Localização : Monte Castelo-SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Comentários sobre a Coccidiose

Mensagem por Diego Henrique em Sex Ago 09, 2013 12:42 pm

Up!

Muito bom!!

Att Diego Henrique!!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Diego Henrique
Moderador
Moderador

Masculino
Mensagens : 2659
Reputação : 280
Idade : 26
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Brasilia Df

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Comentários sobre a Coccidiose

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:14 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum