Tudo sobre Periquito Australiano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tudo sobre Periquito Australiano

Mensagem por Davi Hemerly em Qua Out 31, 2012 5:05 pm

Tudo sobre Periquito Australiano

Limpeza Do Ninho – Periquito

Um pormenor a ter em conta na criação de periquitos, é a higiene dos ninhos.

Estes devem ser limpos sempre que se note acumulação de detritos no seu interior, de forma a manter os ovos sempre limpos, e as crias limpas e secas. PAra atingir este objectivo, muitos criadores colocam aparas de madeira (semelhantes às utilizadas nas camas dos roedores) a cobrir o fundo dos ninhos. Este material é bastante bom para absorver dos dejetos das aves, evitando que estes se agarrem aos ovos ou às patas das crias.

Não existe uma fórmula concreta para a limpeza do ninho. Diria que basta verificar com alguma regularidade o seu estado ( de 2 em 2 ou de 3 em 3 dias) e, se necessário, proceder à sua limpeza.

Não utilize detergentes nem molhe o interior do ninho! Se pretender desinfectar o interior, existem no mercado sprays próprios para aves.

Ninhos – Periquito

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Este é um ninho para australianos. Trata-se dos normais ninhos de madeira de pinho que existem há venda nas casas de animais.
Este tipo de ninhos é pendurado numa das portas da gaiola, assim, uma vez que fica fora da gaiola, além de facilitar a inspecção do seu interior, não rouba espaço ao interior da gaiola.
Medidas do interior: 11x10x14 cm. Estas medidas são, a meu ver suficientes, no entanto, não desencorajo a utilização de ninhos maiores, muito pelo contrário. Penso que, os ninhos para agapornis que se vendem no mercado serão ideais para os periquitos australianos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Este é um ninho para Ingleses. Trata-se de um ninho com uma gaveta no seu interior. Este tipo de ninho facilita bastante a inspecção e limpeza do ninho. No caso da inspecção, posso abrir a gaveta e ver o interior do ninho sem correr o risco de deixar cair crias ou ovos. No caso da limpeza, basta trocar de gaveta!
Este ninhos não se encontram à venda nas lojas (pelo menos eu ainda nunca encontrei nenhum)! Foram desenhados por mim e construídos por um amigo meu que, pelo que eu percebi, está disposto a aceitar mais encomendas!

Medidas do interior da gaveta: 21x12x12 cm. Os 21 cm de comprimento permitem à fêmea começar uma nova postura sem que seja incomodada pelas crias da ninhada anterior que se concentram na entrada do ninho.
Além disso, o buraco da entrada também é ligeiramente maior do que os dos ninhos para agapornis que existem à venda no mercado.

Incubação dos Ovos – Periquito

Regra geral, um periquito nasce 18 dias depois da fêmea pôr o ovo. Durante esses 18 dias, os ovos são incubados pela fêmea (em alguns casos os machos também ajudam), que os vai virando e posicionando consoante a necessidade específica de cada ovo.

Regra geral, os ovos que são chocados nas extremidades são mais velhos que os do centro. Por este facto, durante a incubação deve-se evitar mexer nos ovos, embora, regra geral, mesmo quando os ovos são deslocados, a taxa de incubação mantém-se normal.

Mais importante ainda é manter os ovos limpos!

Está provado que ovos sujos com dejectos das aves, em muitos dos casos, acabam por não eclodir. Isto passa-se porque a casca dos ovos permite a absorção das fezes, que acabam por contaminar o interior do ovo com substâncias tóxicas, levando à morte do embrião. Mais informações no artigo “Ovos Sujos“.

Segue-se um calendário que pode utilizar para facilitar as contas no que respeita a saber quando é que os ovos vão eclodir. Este calendário pode ser utilizado para qualquer ave cujo período de incubação seja de 18 dias. Basta localizar a data em que o ovo foi posto e depois olhar para a data que se encontra imediatamente abaixo dessa, e esse será o dia em que aquele ovo eclodirá. Por exemplo, se um ovo foi posto no dia 4 de Janeiro, basta olhar para o dia 4 de Janeiro no calendário e depois olhar para o dia imediatamente abaixo do dia 4 de Janeiro, obtendo-se assim o dia 22 de Janeiro, que será o dia em que o ovo eclodirá. Para fazer o download do calendário, clique com o botão direito do rato sobre o calendário e escolha a opção “Guardar imagem como…”.Atenção: em vários casos o primeiro ovo demora mais de 18 dias a eclodir.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Criar à Mão – Periquito

A criação de periquitos à mão pode ter vários motivos e levantar várias dúvidas. Há quem queira criar pelo desafio, outros não criam porque não se acham à altura do compromisso ou do nível de dificuldade e, uma grande parte quer criar periquitos à mão de forma a poder salvar algumas crias que de outra forma acabariam por morrer pelas mais diversas razões.
No caso de se decidir por criar uma ave à mão, deverão ter-se vários factores em consideração.

A opção mais aconselhada para quem quer criar o seu primeiro periquito à mão é dirigir-se a uma loja da especialidade e comprar papa para criação manual para pequenos psitacídeos. Normalmente estas papas já vêm acompanhadas de uma seringa para dar a papa ao periquito. Este deve ser o método mais aconselhável.
Pessoalmente também já criei periquitos com Cerelac (Exactamente! Aquela papa dos bebés!).
Se ja qual for a escolha, o que vai necessitar é: uma seringa, a papa (seja ela qual for) e o periquito, claro )
Depois, é só preparar a papa 3 vezes ao dia, no mínimo, com água morna (nem quente ao ponto de queimar o animal, nem fria), o ideal seria à mesma temperatura a que se encontra o corpo da ave.
Ter muita atenção ao tamanho do papo pois, os periquitos não param de pedir comer mesmo quando o papo já está cheio, correndo o risco de o matar por excesso de alimento. Não dar nunca água ao animal (a água com que se faz a papa é suficiente).
No inicio, o periquito poderá mostrar-se pouco interessado na seringa mas, ao fim de algumas horas (quando a fome começa a apertar), após ter saboreado alguma papa irá começar a “mamar” na seringa com toda a satisfação.

Este é o tamanho a partir do qual eu começo a criar as aves à mão. No caso de risco de morte começo assim que é necessário.

conforme o trabalho que se está disponível a ter. No entanto, deve esperar-se que a ave abra o bico e que este tenha tamanho suficiente para que nele se possa introduzir a seringa… No meu caso, normalmente começo a alimentá-los á mão quando estão parcialmente cobertos de penas, ou seja, quando já têm pelo menos metade ou mais de metade do corpo a ganhar as penas definitivas com que vão sair do ninho… Fazendo contas por alto, a partir das 2-3 semanas de vida.
Quando se pretende criar uma ave á mão, esta deve ser retirada do ninho e mantida num local com uma temperatura nunca inferior a 25Cº. Por este facto, aconselho todos os que não têm criadeiras a não criar aves durante o Inverno mas apenas durante o Verão. A idade da ave (a partir das 3 semanas) também ajuda neste aspecto. Eu normalmente mantenho as aves dentro de uma caixa, tipo o seu ninho. De forma a evitar que a ave passe frio durante a noite, normalmente crio sempre mais que uma ave de cada vez (no mínimo 3) por forma a que elas se aqueçam umas ás outras, afinal, quem aperta uma seringa para um periquito também deve ter tempo de a apertar para mais 2 ou 3 )

E pronto, é tudo. Resumindo basta um pouco de tempo e paciência que é paga posteriormente com uma amizade para toda a vida e um novo amigo com quem falar. É também de salientar que os periquitos criados à mão são, no meu entender, mais amigos e fáceis de ensinar a falar, além de serem sempre mais mansos (actualmente possuo unicamente uma fêmea albina, a Nicas, que não tem qualquer complexo em ser agarrada, o que nunca me aconteceu com qualquer periquito amansado)…
Sempre que alimentar o periquito segure-o com uma mão e deia-lhe a papa com a seringa na outra, de forma a habituar o periquito à sua mão. Deverá também dar-lhe um nome e ir falando com ele à medida que o vai alimentando….
Desejo-lhe boa sorte com este método no caso de esta ser a sua opção.

Localização da Gaiola – Periquito

A gaiola para o periquito é a sua casa. O lugar onde se sente à vontade e confortável. É o local onde pode descansar e comer. Enfim, a gaiola é para o periquito semelhante ao que a nossa casa é para nós, e, tal como a nossa casa, também a gaiola deve ter um lugar fixo e não andar constantemente a ser mudada de canto para canto.

Ora bem, a melhor localização da gaiola será numa divisão da casa onde o periquito possa ver pessoas com mais frequência. A gaiola deverá ficar num local estável e onde não corra o risco de ser deitada a baixo por alguém mais descuidado que ao passar a possa fazer cair. Assim, aconselho um canto da divisão da casa que foi elegida para ter a gaiola. Se possível, esse canto deverá ter uma janela por perto para que a ave possa ter luz natural mas, nunca coloque a gaiola mesmo em frente de uma janela pois, consoante o clima, o periquito poderá ter muito calor ou muito frio.

Também se deve ter em conta que, quanto menos corrente de ar o periquito apanhar melhor.

Evite colocar a gaiola na cozinha, uma vez que este é provavelmente o local mais perigoso de toda a casa.

Como Domesticar – Periquito

Esta é uma tarefa que pode ser realmente frustrante no início mas que, no final, é realmente compensatória.

Quando adquirir um periquito com intenção de o domesticar, deve colocá-lo na gaiola o mais rápido possível e deve dar-lhe espaço e tempo para que ele se ambiente ao seu novo lar. Durante este período não se aproxime muito dele mas permaneça no seu raio de visão e vá falando com ele. A atribuição de um novo pode ser muito importante neste processo de domesticação.

Assim que a ave se começar a sentir realmente “em casa”, está na altura de começar a ganhar a sua confiança. Para este efeito, deve proporcionar à ave o maior número de experiências positivas possíveis.

Assim, sempre que se aproxima da gaiola mencione o nome do periquito e fale sempre tranquilamente, pode também ir assobiando sempre uma melodia igual de forma a que, sempre que a ave ouvir esta melodia fique mais tranquila e, quem sabe, se não irá ela também assobiar a mesma melodia. Sempre que tiver que limpar ou agarrar a gaiola, evite fazer movimentos bruscos e, se possível, realize sempre as tarefas que tiver a realizar perto da gaiola à mesma hora.

Todos os periquitos são muito sensíveis a novidades, por muito insignificantes que estas sejam, e devem ter tempo para se habituar a elas.

Depois do periquito se ter habituado à sua nova casa e de estar à vontade com a sua companhia, podemos começar a tentar habituá-lo à nossa mão. Assim, sempre que lhe tiver que dar fruta ou comida, não a coloque logo na gaiola mas dê-lha na sua mão, se possível sempre ás mesmas horas. Até que a ave venha realmente comer na nossa mão pode levar semanas, sendo necessário uma enorme paciência e dedicação… Que serão recompensadas quando finalmente o periquito perder o medo e começar a vir comer na nossa mão, pousando nela.

NÃO DEVE NUNCA tentar agarrar o periquito sem que seja extremamente necessário

Ensinar a Falar – Periquito

Com muita paciência, é possível ensinar um periquito a falar embora alguns tenham mais aptidão para o fazer que outros.

Este processo de aprendizagem pode ser feito através dos seguintes passos:

- dê um nome curto e sonante ao periquito, que ele possa repetir facilmente;

- sempre que se dirigir para ele, trate-o pelo nome;

- comece por insistir em pequenas frases ou palavras mais fáceis como um “olá!”;

- assobie melodias curtas várias vezes por dia.

Deve ter sempre em atenção que é preciso muita paciência para ensinar um periquito a falar e, nem sempre se consegue o êxito desejado, não devendo nunca deixar de ter uma relação alegre com o seu periquito apenas por este facto.

A minha Nicas já diz uns “Olás” envergonhados e reproduz um ou dois assobios…

Desejo-lhe sorte com os seus companheiros.

Diferenças – Periquito

A escolha de um periquito jovem

Na maior parte dos casos é preferível adquirir um exemplar jovem. Além de ser mais barato do que um adulto, aprende com mais facilidade; os periquitos que saíram recentemente do ninho costumam pousar sem muita hesitação num dedo colocado em paralelo com o poleiro, desde que não tenham sido sujeitos a stress.
Além da distinção básica em termos de pigmentação da cera que cobre a parte superior do bico, existem outras características importantes para se determinar a idade relativa de um periquito. Comece por observar os olhos da ave, os quais devem apresentar-se firmes e escuros num exemplar jovem, sem vestígios da íris branca que aparece à volta dos olhos dos exemplares adultos. A íris só se torna visível quando a ave se aproxima das 12 semanas de idade.
As marcas situadas na cabeça de um periquito jovem são igualmente distintas, sobretudo nas espécies designadas por «variedades normais». O padrão formado pelas estrias onduladas e mais escuras da plumagem, as quais se prolongam até à cera que cobre a parte superior do bico, e o padrão de barras situado na fronte fizeram com que a designação de «cabeça estriada» fosse aplicada aos periquitos jovens. Este padrão desaparece após a primeira mudança de penas e é substituído por uma plumagem sem manchas.

Também deve ser possível observar as manchas que formam a já referida «máscara» na cabeça. Nos exemplares jovens, estas manchas são relativamente pequenas e mais alongadas do que nos adultos, tornando-se muito mais notórias nas aves mais velhas. Mas em algumas das espécies de cores claras, nomeadamente no Iutino e nos multicor recessivos, esta característica pode não ser visível devido à ausência total ou parcial da melanina, a substância que dá origem à pigmentação escura.

Embora a existência de pernas com um aspecto fortemente escamado revele que estamos em presença de um periquito de idade avançada, é praticamente impossível determinar com precisão a idade de uma ave adulta; nestes casos, só nos resta confiar na honestidade do vendedor. Mas, se comprar o periquito a um avicultor, é provável que os pássaros possuam anilha de identificação. As anilhas fechadas, que só podem ser colocadas nos animais de tenra idade que ainda não saíram do ninho, são um indicador seguro da idade do periquito. Na anilha encontra-se inscrito o ano de nascimento da ave, podendo apresentar igualmente um número de ordem, as iniciais do criador e os dados do clube. As anilhas abertas são utilizadas sobretudo para efeitos de identificação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Alimentação – Periquito

Sementes
As principais são:
1) Alpiste.
2) Painço (quatro tipos: amarelo, verde, preto, vermelho).
3) Aveia.
4) Níger.

As sementes são o principal alimento dos periquitos, e exatamente por isso faço questão de sementes de excelente qualidade e boa procedência. Minha fórmula é 75% de alpiste + 25% de 4 tipos de painço e níger. Uso as sementes da Zootekna, (veja link embaixo do menu), o que me garante sementes limpas e de boa qualidade. A aveia pode ser usada em épocas especiais, como casal criando, e também para filhotes ganharem peso. Não aconselho deixar a disposição o tempo inteiro, porque de forma geral engorda os pássaros. É interessante servir numa tigela à parte, porque se misturada as sementes, fica difícil separar depois as cascas das sementes.

Verduras

Excelente alimento, fornece vitaminas e minerais. Devemos priorizar as que têm folhas mais escuras como espinafre, chicória e almeirão, e evitar as de folhas claras como alface, pois contém muita água e poucos nutrientes. Eu forneço para meus pássaros 2 a 3 vezes por semana.

Frutas

Como no caso das verduras, as frutas são ótimo alimento, fornecendo muitas vitaminas e minerais. Sem dúvida, a mais usada é a banana, excelente fonte de iodo, e auxílio para os filhotes ganharem peso rapidamente. Outras frutas como maça ou laranja também podem ser dadas. Atenção, não dê aos pássaros em nehuma hipótese o abacate, pois ele contém substâncias nocivas aos pássaros, e se ingerido é fatal.

Farinhadas

Assim como as sementes, forneço a farinhada o tempo todo a todos meus pássaros, independente se estão criando ou não. Como disponho de pouco tempo, optei por fornecer uma farinhada já pronta, ao invés de prepará-la, (o que também é possível), e depois de alguma pesquisa sobre farinhadas, escolhi a farinhada Farimix Criador S.P. 27 para Psitacídeos da Zootekna com 27% de proteínas pela qualidade, palatabilidade e custo/benefício. Para os filhotes ainda no ninho e em fase de desmame, eu dou a papinha para filhotes Vital Bird Filhote, também da Zootekna, através de seringa com bico próprio para essa finalidade.

Milho

O milho verde é sem dúvida o alimento preferido dos periquitos. O milho é excelente hidratante e dá ganho de peso aos filhotes. Deve ser servido sem casca e bem lavado, e não deve ser servido cozido ou salgado. Também deve-se tomar cuidado para não servir milho com agrotóxicos. A espiga ideal, é aquela que não é amarelo/escura e dura, e nem branca/mole, a ideal, é aquela que está quase explodindo e brilhante. Eu sirvo aos meus pássaros de 2 a 3 vezes por semana, e particularmente me divirto vendo-os comer e se lambuzarem. Também gosto de ver os casais que estão criando alimentarem os filhotes depois de comerem milho, pois os filhotes ficam com os papos super cheios do suco do milho que os pais deram.

Água

Deve estar sempre a disposição. Pode ser oferecida água tratada comum, pois o nível de cloro presente na água de consumo humano não representa problemas para os periquitos, no entanto, a qualidade da água da rede, varia de local para local. Outra opção é servir água filtrada ou fervida. A água pode ser servida tanto nos bebedouros tradicionais, como também em pequenas tigelas de porcelana. A vantagem dos bebedouros, é que os pássaros não defecam dentro, e a desvantagem, é que os filhotes recém saídos do ninho, não alcançam esse bebedouro. Existe também, o sistema automático de água, que consiste basicamente de um dispositivo que solta água bastando um toque, ligado por uma mangueira numa caixa d’água. Evitando assim, que os pássaros bebam água suja.

Grit

Grit ou areia, é um item muitas vezes esquecido na dieta dos periquitos. Facilmente encontrado nas casas de aves, e geralmente com preço acessível, o grit compreende além de grãos de areia selecionados, farinha de ostra, carvão vegetal, etc. Como essas aves não têm dentes, eles precisam ingerir grãos de areia, os quais ficam depositados na moela, e quando o pássaro ingere novas sementes, o pássaro movimenta a moela, usando esses grãos para moer as sementes. Deve-se deixar sempre à disposição.

Sexo – Periquito

Em sua grande maioria, os periquitos machos têm carûncula (narina) azul, e as fêmeas marrom, no entanto nem sempre é assim . Além disso, em algumas variedades como albinos, lutinos, fúlvos e claros de olhos pretos, os machos não apresentam carúncula azul quando adultos, mas sim, lilás.

Fonte:http://planetabird.wordpress.com


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dicas Importantes:
- Clique no botão [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]para escolher a melhor Resposta.
- Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e conheça as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Como abir um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Curta a nossa página no Facebook
- Não peça suporte por MP

Davi Hemerly
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : K2
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 9779
Reputação : 868
Idade : 24
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário http://www.nacaodospassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tudo sobre Periquito Australiano

Mensagem por Reryson Colares em Qua Out 31, 2012 5:12 pm

Artigo perfeito!!


Respeite as regras do fórum!!!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Reryson Colares
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : RC
Mensagens : 5855
Reputação : 562
Idade : 20
Data de inscrição : 12/09/2012
Localização : Fortaleza-ce

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum