Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Mensagem por Davi Hemerly em Qua Mar 13, 2013 11:50 am

Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Os olhos das calopsitas devem ser vivos e brilhantes. Transmitir vida e energia. Quando for avaliar o estado de saúde de uma calopsita leve em conta outros sintomas e fatores, no entanto não deixe de observar os olhos.
Sintomas de problemas: Piscadas frequentes, olhos fechados, vermelhidão, inchaço e secreção. Não pingue colírios nos olhos de sua ave sem o conhecimento de um veterinário experiente em aves, pois há muitos colírios que contêm cortisona que não é bom usar em aves.

Deixe o diagnóstico a cargo do veterinário. O que você supõe ser uma conjuntivite pode não ser e, é bom lembrar, que há dois tipos de conjuntivite: Bacteriana (o veterinário irá prescrever remédio) e Alérgica (o veterinário não irá prescrever remédios, pois esta conjuntivite é sazonal e sara sozinha). No caso desta conjuntivite os colírios à base de antibióticos só fazem piorar o que já está mal, portanto não medique seu pássaro sem conhecimento veterinário.

Muitas vezes a ave apresenta problemas nos olhos, no entanto a causa NÃO ESTÁ NOS OLHOS, ou seja: olhos vermelhos, lacrimejantes e inchados em aves NEM SEMPRE são sintomas de doenças oculares. Pode se tratar de males respiratórios, deficiência de vitamina A e até psitacose. Portanto, não tente ser o oftalmologista de seu amiguinho para não medicá-lo, erroneamente.

Teigne são manchas redondas ao redor das pálpebras, perto do bico ou ainda nos ouvidos com formação de escamas secas. Para tratamento, consulte o veterinário.

Narinas: As narinas da ave devem estar abertas e desobstruídas. Se há coriza, é sinal de doença respiratória. Clique na página de “Problemas Respiratórios” para ler mais. Se está entrando painço ou outros alimentos na narina de sua calopsita é porque ela está com catarro ou coriza.

O bico é imprescindível para a ave. Há doenças que podem afetá-lo, alterando a cor, afetando o crescimento, fazendo surgir tumores ou deformação. As causas mais comuns são: falta de proteína, excesso de vitamina A e infecções bacterianas. E há ainda a quebra de bico. Se a quebra não afeta o modo de alimentação, não interfira, pois dentro de alguns dias o bico voltará ao normal.

Quando a ave é jovem e sofre fratura no bico superior você pode envolver o bico com esparadrapo por 3 semanas para que ocorra a cicatrização. Costuma dar bom resultado. Se o bico quebrou mesmo, busque um veterinário, mas enquanto isto, alimente sua ave com pauzinho de picolé.

Pés e membros: O que afeta os pés das calopsitas?

Inflamação Dos Membros: As causas são picadas de insetos ou inflamação intestinal ocasionada por deficiência alimentar. Os pés, asas, dorso e cabeça apresentam sinais de infecção, em forma de saliência ou tumor que, se extraído, causa a morte. O tratamento deve ser feito com pomadas anti-inflamatórias (fale com o veterinário).

Artrite: As causas são mudanças de temperatura, locais úmidos e alimentação inadequada. Os sintomas são inchaço das articulações fazendo com que a ave fique no fundo da gaiola. Para tratamento consulte o veterinário.

Crostas nos pés: As causas são ataque de ácaros e falta de limpeza. Os sintomas são cascas que aparecem cobrindo os dedos e a canela da ave e que paralisa os movimentos das patas podendo, inclusive, forçar e prender a anilha (caso exista), gerando um processo de gangrena nos pés. O tratamento consiste em manter a gaiola limpa "amolecer" as placas com água morna retirando-as com a ajuda de uma pomada que deve ser friccionada, com cuidado, para evitar sangramento. Em seguida, passar pomada antibiótica e fungicida receitada pelo veterinário.

Pipocas das patas: As causas são existência de agentes infecciosos no organismo da ave ou alimentação imprópria. Os sintomas são aparecimento de pipocas (bolinhas brancas) no bico, raramente nas asas e, principalmente, nas patas. Inchaço e formação de furúnculos e de cortes, também, nas patas. O tratamento deverá ser feito com urgência.

Fraturas: Não tente consertar em casa. Tenha compaixão e procure um veterinário.

Vai cortar as unhas de sua calopsita? Tome cuidado, pois as aves têm uma veia dentro da unha. Antes de cortar certifique-se de ter ao lado o pó Hemostático (compra em pet shop). Se sangrar, coloque o pó e aperte a unha por alguns segundos (aperte, delicadamente). A maneira correta de cortar as unhas de uma ave é de cima para baixo na posição frontal. Cortar apenas 2 mm. Normalmente a unha da calopsita tem um sinal, uma marquinha no local para corte, mas só as pessoas mais experientes sabem reconhecer tal sinal. Use alicate de unhas e cuidado para não machucar a ave. Peça para alguém segurá-la e cuide para que o pezinho esteja imóvel na hora do corte.

As penas de sua calopsita devem estar uniformes e mostrar aparência saudável. Faça com que ela sempre coma frutas, verduras e legumes para que as penas estejam sempre bonitas e saudáveis. Em épocas de trocas de penas você poderá dar a ela aminoácido. Peça a receita ao veterinário que ele indicará o que for mais adequado. As trocas de penas acompanham as mudanças de luz, ou seja: Mudanças de estações do ano quando o período de exposição à luz muda e também quando o próprio dono altera os horários da ave dormir. Quando as penas estão nascendo elas são envoltas numa espécie de canudinho. Este canudinho se chama “canhão”. hehehheeh Nome engraçado né? Pois é... O canhão vai se desfazendo, a pena vai se abrindo e dali, do canhão sai uma substância parecida com caspa, mas... NÃO É CASPA! Trata-se de uma camada de queratina que protege o canhão. É normal e não pega no ser humano. As penas possuem também um pó fino. É normal e também não causa mal ao ser humano. Não tente lavar sua calopsita para retirar este pó ou as casquinhas da queratina, porque as aves precisam destes ingredientes.

Muda Francesa: calopsitas raramente sofrem de muda francesa. Para detectar a muda francesa é necessário fazer o exame de CIRCOVIRUS.

A muda anormal de penas, fora de tempo, irregularidade na formação das penas ou quedas contínuas, pode ser em decorrência de mudanças bruscas de temperaturas, excesso de calor ou frio; local muito úmido ou muito seco; correntes de ar; mudança de alimentação; stress, baixa luminosidade durante o dia; excesso de luminosidade artificial. Identificada a causa, administrar boa farinhada enriquecida com vitaminas e minerais, diariamente.

Em caso de quebrar alguma pena e haver sangramento, preste atenção. Se a pena quebrou logo abaixo do bulbo o sangramento pode parar depois de minutos, no entanto um sangramento que não pára com brevidade requer ação imediata porque: o pássaro pode perder apenas 10% de seu peso em sangue. Por exemplo: Uma calopsita pesa em média 90 gramas, portanto pode perder apenas 0,9 ml de sangue, ou seja: menos de 1 ml... Quase nada! Se a pena que quebrou insiste em sangrar, você tem que arrancá-la rápido. Peça ajuda a alguém. Se for na asa uma pessoa segura a ave, outra pessoa abre, cuidadosamente, a asa da ave, imobilizando a musculatura para que ela não se machuque e, com um alicate (não serve pinça), puxa a pena bem na base com um único e vigoroso puxão. Depois lava com soro o local, verifica se o sangramento parou e, se for necessário ajudar na coagulação, pode-se usar pó de café ou açúcar. Normalmente, o sangramento pára depois de arrancada a pena.

Piolhos: São bem fáceis de ser exterminados.

Opção 1: Inserir na alimentação, 10 dias no mês ESTIBION NEEM (seguir instruções da embalagem do produto que pode ser adquirido na página: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] O estibion, naturalmente, terminará com os piolhos e com prováveis vermes.
Opção 2: Dilua uma colher de sopa (não muito cheia) de vinagre em 1 litro de água e pulverize sua ave.

Ácaros: Vários tipo de ácaros podem atacar as aves. Não vou citar todos os nomes por não ver a necessidade, no entanto os sintomas são: Penas caídas, emagrecimento, perda de apetite, tosse e liberação de muco sanguinolento da traquéia.Este ácaro também vive nos brônquios, traquéia, fígado, rins e coração das aves.Pegue a ave e observe sua asa aberta contra a luz. É possível perceber os ácaros como pequenos traços escuros entre as bárbulas.

Outro tipo de ácaro é o que ataca o corpo da ave. Ele causa sérios danos à criação e devido à quantidade de ácaros que infesta cada pássaro, levando-o, rapidamente, à anemia e, se não for combatido, pode causar a morte. Ele é chamado de vermelhinho e parasita, também, o homem.Sintomas: Tristeza, mucosas pálidas, emudecimento; perda do apetite; a plumagem perde o brilho e as penas das asas e da cauda apresentam-se como se estivessem roídas.Há o ácaro que causa inflamação nas patas e bico. Depois as inflamações desaparecem e forma-se um tecido esponjoso. O ácaro das penas da cauda e asa das aves também deve ser combatido. Manuais que circulam pela internet aconselham a limpar as penas com álcool. NÃO FAÇA ISTO! O álcool é prejudicial à ave e danifica o sistema de proteção de penas dela.

Procure um veterinário para que ele prescreva um acaricida correto. O ácaro do canhão faz as penas ficarem repletas de material seco e acumulado onde eles se encontram. As penas caem e pode haver inflamação. Eles atacam a base das penas, ocasionando a queda das mesmas, deixando a área onde estavam implantadas com aspecto crostoso. Este ácaro tem a cor castanho-escuro. Os ácaros vermelhos, parasitas que causam grandes problemas na reprodução, são os chamados piolhos vermelhinhos e só apresentam esta cor vermelha quando estão cheios de sangue, caso contrário, sua cor é pardo-acinzentada.

Sintomas: Estes ácaros durante o dia escondem-se nas ranhuras dos poleiros, molas das portas e buracos na parede ou teto e ataca as aves à noite. Elas não param de se bicar tentando tirar os ácaros.
Se você desconfia que sua calopsita está com qualquer um dos ácaros citados, procure o veterinário para ministrar o melhor tratamento e que ofereça menor risco à sua ave.

Calopsitas com conjuntivite:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Fonte:http://bicharedo.blogspot.com.br


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dicas Importantes:
- Clique no botão [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]para escolher a melhor Resposta.
- Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e conheça as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Como abir um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Curta a nossa página no Facebook
- Não peça suporte por MP

Davi Hemerly
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : K2
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 9779
Reputação : 868
Idade : 24
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário http://www.nacaodospassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Mensagem por Jezebel em Qua Mar 13, 2013 12:01 pm

Muito interessante esse tópico =D


Equilibrio entre homem e animal existe!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ao sanar sua duvida, por favor clicar no botão Resolvido do tópico ^^

Jezebel
Criador ativo
Criador ativo

Feminino
Sub-Nick : Yume
Quantos pássaros você cria? : 4
Mensagens : 2566
Reputação : 264
Idade : 23
Data de inscrição : 23/01/2013
Localização : SP Interior

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Mensagem por Itamar Júnior em Qua Mar 13, 2013 9:55 pm

study study study

Itamar Júnior
Criador experiente
Criador experiente

Masculino
Mensagens : 1680
Reputação : 132
Idade : 16
Data de inscrição : 13/01/2013
Localização : Santa Catarina

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/junior.rossatto.9

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Mensagem por Reryson Colares em Qui Mar 14, 2013 7:54 am

Ótimo artigo.


Respeite as regras do fórum!!!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Reryson Colares
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : RC
Mensagens : 5855
Reputação : 562
Idade : 20
Data de inscrição : 12/09/2012
Localização : Fortaleza-ce

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Olhos, narinas, bicos, pés e penas - Calopsitas

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:50 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum