Como Julgar o canário Lizard

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Como Julgar o canário Lizard

Mensagem por Davi Hemerly em Qui Fev 28, 2013 9:02 am

Como Julgar o canário Lizard

O Lizard tem a sua origem um pouco obscura tendo sido reconhecido pelos Ingleses, pois foram eles que aperfeiçoaram a raça de desenhos peculiares de plumagem única no mundo ornitológico.
É um canário de plumagem escura, podendo ser comparado a um canário verde, uma vez que possui idêntico pigmento verde; podemos afirmar que é um canário com fundo amarelo e um pigmento escuro (melânico).
Todos os Lizards devem ser escuros (self dark) sem partes claras excluindo a coroa (zona lipocromica).

Tem como base 2 cores:

1) doirada (gold) intenso (buff)

2) prateada (silver) nevado (non frosted) com a cor de fundo amarela, sendo a repartição homogénea do nevado um factor muito importante.
Julgar um canário Lizard ou simplesmente reconhecer um belo exemplar temos que ter em mente a imagem de um perfeito exemplar a concurso.
Criar Lizards para exposição é uma tarefa difícil que exige conhecimentos técnicos da raça (standard) e conhecimentos de genética da ave como forma de os acasalamentos resultarem em pleno -a saber:

- Quais os tipos de plumagem
- O grau de oxidação das melaninas
- Pureza do lipocromo


Todos estes aspectos acima referenciados vão influenciar na valorização do plantel e como tal estamos a criar futuros exemplares que irão obter nas exposições altas pontuações.
Um Lizard perfeito, segundo o padrão racial, deve ter a seguinte configuração:

Desenho Dorsal - 25 pontos
Este é o item de maior valorização, é formado por pequenas "escamas" em forma de meias luas muito escuras bem nítidas em relação à cor de fundo que as separa e perfeitamente alinhadas ao longo do dorso.
é sem dúvida alguma por esta rubrica que o juiz deve começar a analisar os canários em julgamento, pois aqueles que apresentam o melhor desenho dorsal são logo colocados à parte, como futuros vencedores ou dentro do grupo de aves que atingem maiores pontuações.
Um grande criador desta raça e um dos melhores juizes a nível internacional, Giuliano Passignani, comentou da seguinte maneira: "...um Lizard sem coroa mas com óptimas escamas dorsais e peitorais é sempre um belo Lizard, no entanto um com coroa perfeita mas com defeitos no desenho dorsal e peitoral não é um bom Lizard...".

A Plumagem - 15 pontos
Tem que ser brilhante, consistente e lisa, completamente aderente ao corpo, sendo os que se apresentam mais escuros são os melhores (ausência de castanho). Nota: Os Lizards são utilizados para melhorarem a plumagem das diferentes raças de canários de forma e posição.
Desenho do Peito e Flancos (Rowings) - 10 pontos
São pequenos triângulos largos e escuros, regulares em direcção à cauda que se iniciam sob o bico e olhos, prolongando-se até ao início da cauda. Nota: As fêmeas são sempre melhor marcadas que os machos, principalmente os prateados.

Cor de Fundo - 10 pontos
O amarelo-doirado corresponde aos intensos e o amarelo-palha aos prateados.
Esta deve ser regular e uniformemente distribuída pelo corpo com tonalidade forte, sem interrupções de intensidade da cor, pelo que torna esta ave, quando vista à luz do sol, com um brilho espectacular (os Lizards devem ser julgados à luz natural).

Asas e Cauda - 10 pontos
Devem ser aderentes ao corpo e o mais escuras possível, a cauda fechada, estreita e curta.

Coroa - 10 pontos
Esta pode apresentar-se de 3 formas:

Coroa perfeita -tem a forma oval, nascendo da parte superior do bico, passando sobre os olhos, prolongando-se até à base da nuca com a mesma cor de fundo e sem apresentar qualquer vestígio melânico.
Coroa imperfeita -Mostra uma das diversas partes da coroa com desenhos típicos do dorso (escamas) que aparecem ou nascem em tamanho reduzido na base superior do bico.
Tolera-se a percentagem de 10% do pigmento lipocrómico na cabeça (zona da coroa).
Estas aves devem concorrer em classes separadas como já acontece na Exposição de Almada e em diversos certames internacionais.

Penas de Cobertura - 5 pontos
Nas espáduas, os desenhos formam molduras de orlaturas negras que cobrem a base das penas e separam umas das outras.

Cilis - 5 pontos
Situam-se acima dos olhos que apresentam uma linha de penas negras que as separam da coroa e tornam a forma oval da cabeça mais atenuada.

Bico e Patas - 5 pontos
Devem ser o mais negro possível, as unhas claras devem ser fortemente penalizadas.

Condição - 5 pontos
Com saúde e devem apresentar-se limpas.
É de grande importância o conhecimento dos principais defeitos que aparecem na raça Lizard, pois só desta forma serão seleccionados para concurso as aves perfeitas, devendo excluir-se do plantel aquelas que apresentem defeitos genéticos, tais como: penas brancas, despigmentação dorsal.

Defeitos a analisar (ave exposta):
O desenho dorsal com falhas e sem alinhamento, marcas desalinhadas e interrompidas ou pouco definidas indica que estamos na presença de uma ave de pouca qualidade.
A presença de feomelanina na plumagem (penas de cor castanha) devem ser penalizadas pois interferem na beleza do desenho dorsal.
Plumagem em más condições deve merecer uma forte penalização uma vez que esta é a segunda mais importante rubrica.

-Plumagem em excesso e desalinhada
-Plumagem sem brilho
-Penas com margens brancas pronunciadas


Nota: Qualquer pena totalmente despigmentada fora da zona da coroa implica obrigatoriamente por parte do juiz forte penalização.
Ausência de desenho no peito e flancos (rowings):
Nesta rubrica analisamos a presença, quantidade e qualidade dos desenhos do peito e flancos. Nas aves intensas (doiradas) aparecem em menor quantidade, nomeadamente no peito, nos nevados (prateados) o grau de exigência deve ser maior pois devem aparecer em maior escala e quantidade sendo a penalização para ambos proporcional.

Os que se apresentam sem qualquer marcação serão penalizados com rigor. É importante saber, ou melhor, lembrar, que as marcações devem estar separadas por pequenas rendilhadas de branco nos nevados (prateado) e da mesma cor do lipocromo nos intensos (doirados).
O lipocromo é um item que pode valorizar ainda mais um Lizard devido à intensidade do amarelo, mas quando os acasalamentos são mal feitos ocasiona que os filhotes apresentem uma cor menos viva, não uniformemente distribuída.

As asas e a cauda devem ser bem escuras, os que apresentem infiltrações de castanho ou cinza, ou a orlatura das penas despigmentada devem ser penalizadas com rigor.
Avaliação da Coroa:

Muito Bom -coroa perfeita -0 de penalização (10 pontos)

Bom -até 20% de incidência melânica -1 ponto de penalização

Regular -20% a 50% de incidência melânica -2 pontos de penalização

Fraco -50% a 90% de incidência melânica -3 pontos de penalização


Canários grandes ou Pequenos -Corpo alongado, peito fino, sem curvatura padrão
Só devemos penalizar as aves muito pequenas ou muito grandes, mas é um pouco difícil aparecerem aves fora do padrão normal ( 13 cm ); devemos analisar este item juntamente com a condição geral, onde verificamos se estão sujas ou com escamas nas patas.
A forma do corpo do Lizard não é um item específico de julgamento, mas tem de ser analisado. A curvatura do abdómen assemelha-se à curvatura de uma pipa.
Outro defeito grave é quando apresentam lipocromo nas faces (bald face) ou over cap e unhas despigmentadas.

Factor vermelho sem uniformidade na sua distribuição (os que são pigmentados). Nota: os canários Lizards, segundo as normas da C.O.M. podem ser pigmentados de cor vermelha (em diversas exposições, nomeadamente a de Reggio Emilia, concorrem separados dos não-pigmentados).
Deixei para o fim a rubrica:

Bico e Patas - 5 pontos

Tanta polemica tem gerado nas classificações desta raça e que tantas vezes tenho falado sobre este assunto com o meu estimado amigo Paulo Alegria.
Este item, muito embora valha somente os pontos acima referenciados, a sua importância não é menor, pois uma característica marcante desta raça são as partes córneas negras.
Em termos de classificação pode acontecer que um canário sem a respectiva oxidação (bico e patas) pode não ser um vencedor.

Mas um juiz quando analisa esta rubrica tem que valorizar indiscutivelmente as aves que apresentam uma oxidação mais forte e atribuir o máximo dos pontos (5), em relação aquelas que têm patas e bico claro, não devendo o juiz atribuir a mesma pontuação, mas sim penalizá-las atribuindo 3 ou 4 pontos para marcar a diferença.

COMO FAZER A OXIDAÇÂO DOS LIZARDS
Tem sido criado um Tabú sobre o método de oxidação dos Lizards e é tão simples como isto:

1) uma alimentação equilibrada nos primeiros 90 dias de vida das jovens aves, tendo como um dos elementos oxidantes a semente do cânhamo reduzida a pó e misturada na papa húmida na ordem das 100 a 150 gramas por quilo.

2) Luz solar até começar a transformação do Lizard de um simples canário verde para esta jóia maravilhosa que tanto amamos, ou seja, quando aparece o desenho dorsal.

3) Posteriormente devem ser retirados para lugares mais escuros para que a cor de fundo (o Amarelo) não seja prejudicada, pois o sol que tanto melhora a oxidação, transforma estas aves em espécimes sem brilho, tornando a plumagem opaca e menos sedosa.

4) Todos estes pontos acima referenciados fazem surgir efeitos positivos quando combinados com uma planta que se denomina "véu-de-noiva", em Latim Polygonum Auberti. Os jovens canários não tem qualquer problema digestivo pois comem a planta como se fosse uma verdadeira verdura, ocasionando uma perfeita oxidação com menos castanho.


Quando a oxidação se radicaliza, é sem dúvida um problema genético, mas parcial; os Lizards no seu património genético não acumulam totalmente os pigmentos negros, deixando-os fixar parcialmente no bico e totalmente nas unhas, ao contrário dos canários da série negra (amarelos, brancos e vermelhos) que acumulam oxidação preta no bico e patas, sem necessitarem dos cuidados atrás referidos a que os Lizards estão sujeitos (alimentação-sol-plantas).

Brevemente falarei sobre os cruzamentos desta bela ave incluindo o Lizard Azul, referindo também o cruzamento desastroso com a inclusão no património genético dos Lizards de características de canários de cor (negros). Esta minha participação neste fórum apenas tem como objectivo esclarecer dentro de um espírito construtivo e partilhar com os membros do mesmo os meus modestos conhecimentos.
Um abraço a todos,

Carlos Almeida Lima -Juiz Internacional


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dicas Importantes:
- Clique no botão [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]para escolher a melhor Resposta.
- Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e conheça as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Como abir um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Curta a nossa página no Facebook
- Não peça suporte por MP

Davi Hemerly
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : K2
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 9779
Reputação : 868
Idade : 24
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário http://www.nacaodospassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como Julgar o canário Lizard

Mensagem por Isabella Sales em Qui Fev 28, 2013 9:03 am

Ótimo Artigo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Isabella Sales
Criador ativo
Criador ativo

Feminino
Mensagens : 3332
Reputação : 303
Idade : 16
Data de inscrição : 06/09/2012
Localização : Uberlândia - MG

Ver perfil do usuário http://diariodascalopsitas.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum