Criar canários, paixão ou arte?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Criar canários, paixão ou arte?

Mensagem por Davi Hemerly em Sab Fev 23, 2013 11:43 am

Criar canários, paixão ou arte?

Algumas paixões nascem ainda na infância, outras desenvolvem-se com o passar dos anos ou a entrada na maturidade. Muitos são aqueles que aproveitam a aposentadoria para criarem canários como um hobby ou uma forma de preencher o tempo. Outros transformam o que inicialmente era apenas um lazer ou gosto numa forma de encontrar a perfeição.

Criar canários parece-nos um pouco de cada uma dessas decisões.
O amor pelas aves parece vir da infância, na maioria dos casos. Representa uma espécie de prazer causado pela beleza visual ou pelo canto das pequenas aves que povoam a natureza de nosso país. Muitas, crianças que ainda somos, não resistem e acabam por prender os pássaros em gaiolas, privando as outras pessoas de desfrutarem o gosto de vê-los soltos. É um prazer egoísta, mas fazer o quê, se parece mais forte do que nós? Infelizmente, foi exatamente esse desejo irresistível que levou à extinção de tantas espécies nativas.
Com o passar dos anos, cada um de nós parece desenvolver um sentido maior de preservação, um instinto ecológico, que nos mostra a mesquinhez de roubar da natureza a liberdade de uma ave. Nesse momento, substituímos as aves nativas pelo canário, que, como sabemos desde cedo, não sobrevive em liberdade. Essa bela ave, que nos seduz pela sua plumagem de variadas cores e canto primoroso, também j´pa viveu solto, mas adaptou-se ao cativeiro, produzindo tantas mutações nesses quase quinhentos anos.

Em nossa maneira de ver, o canário veio salvar as espécies nativas, pois substituiu-as no gosto de criadores de pássaros. Por isso acreditamos que seja saudável nosso amor pelos canários e outras espécies que sobrevivem apenas em cativeiro. Não foi à toa que entidades ornitológicas do mundo inteiro abraçam essa paixão pelo serinus canarius, incentivando sua criação, promovendo concursos em tantos países e também campeonatos mundiais.

Certa feita, ouvi do amigo Celso Ramalho que o canário mexe com duas paixões do homem: a vaidade e o dinheiro. É verdade, amigo! Acho que a primeira é ainda mais forte, pois está ligada à competição e ao prazer da vitória. A segunda acaba sendo uma conseqüência da primeira, já que aos campeões estão reservados a maior procura e os maiores preços. A vaidade pode ser interpretada como um defeito, mas também podemos encara-la como uma qualidade, se levarmos em conta que cada um de nós, criadores, busca sempre a perfeição mais absoluta, desde a escolha das matrizes, acasalamento e a preparação dos pássaros para os concursos. Esse esforço acaba desenvolvendo um agudo senso estético e um profundo conhecimento genético. Isso é arte e técnica, a mais aguda forma da paixão e de conhecimento humano.

Muitas vezes ouvimos de alguns criadores que a canaricultura atual impossibilita os pequenos criadores de tornarem-se campeões, porque especializou-se demais ou profissionalizou-se de maneira a impedir o surgimento de novos criadores com chances de vencer. Discordamos plenamente de tais argumentos, já que a todos é permitido vencer, desde que se desenvolva o suficiente para tanto. Se considerarmos a canaricultura enquanto arte, devemos levar em conta que os artistas não nascem prontos, exige-se um longo tempo de estudo, preparação, desenvolvimento e amadurecimento para atingir-se a proximidade da perfeição. Cada um de nós pode e deve, então, aprimorar-se para tingir a meta final. Aqueles que criam pássaros apenas para preencher o tempo, terão, evidentemente, muita dificuldade para atingir a perfeição, já que, como discorremos anteriormente, é preciso mais do que tempo para fazer campeões. Aqueles que criam apenas e exclusivamente pelo intuito comercial, esses só serão campeões por acaso. Estamos certos de que só serão verdadeiramente campeões aqueles que fazem da canaricultura, mais do que uma simples paixão ou negócio, uma verdadeira arte e razão de viver.

José Luiz Amizalak
Revistas Pássaros Nro 31/2002
Arquivo Editado em 01 Dezembro 2002


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Dicas Importantes:
- Clique no botão [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]para escolher a melhor Resposta.
- Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e conheça as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Como abir um [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
- Curta a nossa página no Facebook
- Não peça suporte por MP

Davi Hemerly
Administrador
Administrador

Masculino
Sub-Nick : K2
Quantos pássaros você cria? : 2
Mensagens : 9779
Reputação : 868
Idade : 24
Data de inscrição : 04/09/2012
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário http://www.nacaodospassaros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Criar canários, paixão ou arte?

Mensagem por charlesch3 em Dom Fev 24, 2013 7:44 am

boa matéria Davi Hemerly


“Tudo o que o homem pode criar e reproduzir dificilmente será extinto”
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


charlesch3
Criador nível 1
Criador nível 1

Masculino
Mensagens : 108
Reputação : 4
Idade : 28
Data de inscrição : 14/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Criar canários, paixão ou arte?

Mensagem por Arthur Ferreira em Dom Fev 24, 2013 12:35 pm

Paixão Very Happy muito legal Very Happy .


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Arthur Ferreira
Criador experiente
Criador experiente

Masculino
Mensagens : 1398
Reputação : 153
Idade : 18
Data de inscrição : 11/09/2012
Localização : Salinas-MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Criar canários, paixão ou arte?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:31 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum