Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Mensagem por Cissa Sousa em Sex Nov 29, 2013 8:26 am

Devido a uma certa polêmica em torno do assunto,estou criando o tópico para expor nossa opinião em geral,deixando claro que só retirando o filhote na idade recomendada (no caso das calopsitas com mais de 15 dias). Em si tratando de pássaros em geral,os prós e contras a respeito do assunto..Retirar ou não?


[img][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][/img]

Cissa Sousa
Supervisor
Supervisor

Feminino
Sub-Nick : Cissa
Quantos pássaros você cria? : 7
Mensagens : 3006
Reputação : 447
Idade : 31
Data de inscrição : 04/10/2013
Localização : Niterói Rj

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Mensagem por Jezebel em Sab Nov 30, 2013 10:05 am

Fazer a retirada do passaro do ninho na maioria das vezes é para amansar os filhotes alimentando-o voce mesmo. O pró é que voce vai ter um pássaro manso. O contra é que voce vai ter um pássaro com imunológico mais fraco, pois, dependendo da idade que foi retirado do ninho, o sistema imunológico não é tão bom quanto de um pássaro que foi criado pelos pais até comer sozinho.. Lembrando que quando os pais regurgitam para o filhote, bactérias são passadas para o alimento e assim o filhote cria imunológico..

Um exemplo entre mamíferos somos nós, humanos. Assim que nascemos somos alimentados somente pelo leite materno, pois contem vitaminas, nutrientes e bactérias para melhorar nosso organismo e nos deixar menos vulneraveis à doenças. Uma criança que não é alimentada pelo leite materno costuma ser propenso à ter um sintoma forte de doença, como gripe.

Na minha opinião os filhotes não devem ser retirados do ninho numa idade muito prematura, pois isso pode causar a morte dos mesmos e se os pais forem de primeira viagem, nunca vão aprender a cuidar dos filhotes. Eu particularmente, prefiro amansar após o filhote já estar se alimentando sozinho.


Equilibrio entre homem e animal existe!
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ao sanar sua duvida, por favor clicar no botão Resolvido do tópico ^^

Jezebel
Criador ativo
Criador ativo

Feminino
Sub-Nick : Yume
Quantos pássaros você cria? : 4
Mensagens : 2566
Reputação : 264
Idade : 23
Data de inscrição : 23/01/2013
Localização : SP Interior

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Mensagem por Raquel F em Sab Nov 30, 2013 8:21 pm

Eu prefiro deixar com os pais ou transferir para amas ou pais adotivos somente em casos extremos eu crio na papinha, já criei alguns filhotes desde os primeiros dias de vida porque não queria perder determinadas crias que eu sabia que teriam mutações que eu visava na época para futuras reproduções.

As crias ficavam muito dependentes de pessoas e achavam que faziam parte da família e não de um bando de pássaros ou seja era sempre muito problemático o desmame alguns tinham problemas com a alimentação queriam comer papinha para sempre e não comiam as sementes por conta própria o que atrasava a separação e a independência deles, por exemplo uma cria alimentada pelos pais estava independente e pronta para a venda se era o caso com 35-40 dias e as alimentadas com papinha estariam prontas e fora de risco de morte após os 60 porque é muito comum a morte de filhotes na época de transição papinha para sementes porque eles não conseguem comer sozinhos uma quantidade significativa de ração apesar que eles fingem muito bem nesses casos ele precisavam de uma suplementação umas duas vezes por dia com papinha e uma monitorização constante.

Com três meses eu tentava inserir as crias alimentadas por mim no "bando de quitos" tentava a aproximação aos poucos para evitar brigas... infelizmente a reação das crias ao verem outros quitos era péssima eles tinham medo e começavam gritar como se estivessem vendo uma coisa muito ruim passada essa fase a primeira vez que eles eram inseridos no viveiro eles não queriam voar, não se misturavam e eram agressivos diante de ações de curiosidade de outras aves jovens nunca juntei filhotes criados com papinha com aves adultas o resultado seria muito ruim, as crias mais jovens as criadas pelos pais demonstravam uma grande agressividade com essas crias alimentadas por mim que eram ingenuas e não tinham reflexos de fuga visto nos outros.

Depois algum tempo as vezes ocorria a formação de casais sempre fêmea "órfã" e macho criado pelos pais o que acontecia a fêmea quase sempre botava dos poleiros, no chão dificilmente elas entravam em um ninho e quando esse milagre acontecia raramente elas chocavam visto que quebravam o ovo após a postura como se rejeitassem a presença dele, tive poucos casos de fêmeas alimentadas com papinha chocarem, mas elas nunca alimentaram os filhotes e eram agressivas com o macho quando queria tratar deles.

Ou seja as fêmeas e machos criados com papinha antes de abrirem o olho não eram bons genitores apesar de possuírem ótimas mutações, nesse caso vi que não adianta criar aves filhotes RN e quer depois que eles tenham uma vida normal porque eles não vão ter, os machos alimentados como as fêmeas de cima nenhum deles criou vínculos de afeto com outras aves eles tinham uma dificuldade imensa de socialização o mais longe que um chegou foi até as trocas de comida e carinho nunca acasalou mesmo que a fêmea pedisse.

Todos os machos nessas situações eram curiosos, brincalhões e sempre iam na mão, dedo ou ombro e gostavam muito de pessoas chegava ao ponte deles cantarem e oferecerem comida para nós o certo seria eles fazerem isso com outras aves, infelizmente eles eram muito propensos a problemas de saúde seja a gripe que em alguns casos evolui para peito seco causando a morte de alguns.

A ave criada com papinha a que viveu mais durou entre 6-7 anos e a ave que viveu mais que foi alimentada pelos pais nascida aqui em casa foi de 12 anos.

Já os pássaros criados pelos pais até uns 15-20 dias tem um relacionamento totalmente normal quando juntas com outras da sua espécie e nesses casos eles conseguem apagar da memória que foram criadas por humanos em um período da vida delas.

Vocês já devem ter visto aves mansas quando juntas com ariscos normalmente ficam ariscas e não aceitam mais a convivência com pessoas de igual para igual. Nesse último caso eles reproduzem normalmente, criam os filhotes muito bem até uns 15-20 dias e depois começam a diminuir a comida do filhote e a rejeitá-lo na maioria dos casos porque para eles isso é normal, mas tem as exceções que cuidam muito bem sem se desapegar dos filhotes independente do que aconteça.

Raquel F
Supervisor
Supervisor

Feminino
Mensagens : 5892
Reputação : 834
Idade : 28
Data de inscrição : 20/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Mensagem por Gil Vieira em Ter Dez 16, 2014 12:07 pm

Tópico antigo e sem movimentação. Encerrado.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Gil Vieira
Ajudeiro
Ajudeiro

Feminino
Quantos pássaros você cria? : 18
Mensagens : 3010
Reputação : 447
Idade : 20
Data de inscrição : 13/04/2014
Localização : Parnaíba/PI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Papinha,retirar para dar ou deixar por conta dos pais?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:06 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum